Sexta-Feira, 4 de dezembro de 2020

ESTUDO BÍBLICO #52 – SEXTA-FEIRA, 4 DE DEZEMBRO DE 2020

TEMA: COLHENDO NO TEMPO APROPRIADO

Dr. William Soto Santiago

Sexta-feira, 25 de junho de 1999

(Segunda atividade)

Cartagena, Bolívar, Colômbia

Escritura base: Provérbios 10:5, São João 4:34-38

A VISÃO DA GRANDE CARPA CATEDRAL – VOL. II – Pág. 146-147

Os trabalhadores da última hora

Dr. William Soto Santiago

Sexta-feira, 20 de maio de 2011

Villahermosa, Tabasco, México

É uma bênção e privilégio grande viver no tempo final, na última hora, o tempo de amadurecer o trigo e para a colheita; e em seguida, diz Apocalipse, capítulo 22, versículo 12: “E eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo (para que?) para recompensar cada um segundo (o que?) a sua obra”.

A Obra dos trabalhadores do Último Dia tem que ser na era que lhe corresponde, como a Obra dos trabalhadores da primeira hora tinha que ser lá no princípio; a Obra dos trabalhadores da terceira hora e da sexta hora e a hora nona, tinha que ser também na era que lhes correspondia. Portanto, não vamos estar preocupados em estarmos trabalhando em uma era passada.

Paulo… Até Paulo dizia: “Eu não me meto no trabalho dos outros”. Ele foi evangelizar onde não tinham evangelizado, para não ter nada que ver com o trabalho dos outros. E assim também é para nosso tempo: ocupados trabalhando na décima primeira hora, trabalhando na hora final, no trabalho que corresponde a este tempo.

Esse é o trabalho que estarão respaldando os trabalhadores da décima primeira hora, para que se realize o Programa Divino correspondente ao Último Dia. E tudo culminará no cumprimento de uma Grande Carpa Catedral como foi prometido; porque isso está prometido, não para as horas anteriores mas para a hora última, a décima primeira hora, que se completará a décima primeira hora com a décima segunda hora, e aí se completa o trabalho no tempo da tarde, porque a décima primeira hora e décima segunda são 5:00 e as 6:00 da tarde.

 

A VISÃO DA GRANDE CARPA CATEDRAL – VOL. III – Pág. 279

Eu estou convosco todos os dias, até o fim do mundo

Dr. William Soto Santiago

Domingo, 17 de janeiro de 2016

Bogotá D.C., Colômbia

Assim podemos ver por que quando Cristo disse em São Mateus, capítulo 16, versículos 26 ao 28: “Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma? Porque o Filho do Homem virá com os seus anjos; e, então, recompensará cada um segundo as suas obras”. E em seguida os levou ao Monte da Transfiguração no capítulo 17, seis dias depois (outro lugar diz: oito dias depois), levou-os a um monte alto, transfigurou-se diante deles, e apareceram ali Moisés e Elias; porque essa é a Ordem da Segunda Vinda de Cristo; é a Vinda do Filho do Homem com Seus Anjos, que são os mesmos Ele mostra na parábola do trigo e do joio, onde o Filho do Homem enviará Seus Anjos para realizar a Colheita; e juntarão o trigo no celeiro, e o joio será lançado fora para ser queimado com fogo.

São os mesmos Anjos da pesca de São Mateus, capítulo 13, versículo 47 ao 50, onde diz que o Reino dos Céus é como uma rede que é lançada ao mar, e recolhe todo tipo de peixes; e em seguida se enche, a tiram para fora, e recolhem o bom em cestas e o mau jogam fora. Diz: “Assim será no fim do século. Enviará Seus Anjos”.

Esses Anjos são as Duas Oliveiras, são os que tocam a Trombeta, são os que têm que ver com a Colheita; e aí está o mistério da Segunda Vinda de Cristo com Seus Anjos, o qual será revelado no cumprimento da Visão da Carpa que viu o reverendo William Branham.

Aí é que será aberto esse mistério, esse segredo da Vinda do Filho do Homem com Seus Anjos, da Vinda de Cristo à Sua Igreja. É à Sua Igreja que Ele vem para dar a fé para ser transformada e levada com Cristo à Ceia das Bodas do Cordeiro.

Portanto, somos pessoas bem-aventuradas ao estarmos vivendo neste tempo final, no tempo em que todas estas promessas serão cumpridas. E as veremos onde? Na Casa de Deus, o Templo de Deus, a Igreja do Senhor Jesus Cristo.

E então compreenderemos o que Ele disse, e compreenderemos que era verdade: “Eu estarei convosco todos os dias até o fim do mundo”. O veremos entre nós quando nossos olhos forem abertos e as Escrituras forem abertas; e receberemos a fé, a revelação, para sermos transformados e levados com Cristo à Ceia das Bodas do Cordeiro.

 

LIVRO DE CITAÇÕES- Pág. 171

Liderança

Covina, Calif., 7-12-65

Rev. William M. Branham

1532 – “Agora, vejam vocês, é o tempo do trigo agora. Está chegando o tempo de colheita. Esta não é a era de Lutero, esta não é a era de Pentecostes; esta é a era da Noiva. Como Moisés chamou uma nação fora de uma nação, Cristo hoje está chamando uma Igreja fora de uma igreja, vejam vocês, a mesma coisa em tipo, levando-os a gloriosa Terra Prometida Eterna”.

 

 

LIVRO DAS ERAS

A Era de Sardis – Pág. 317

Rev. William M. Branham

145. O grão de trigo que se tornou uma planta para a colheita; é o registro da Igreja. E assim como nem toda a planta de trigo é grão de trigo, e nem toda a planta é utilizada na colheita, assim também é com a Igreja; nem toda a igreja é a Noiva, nem é dada vida eterna a toda a igreja. Mas uma parte dela é juntada no celeiro e a outra parte é reservada para que possa entrar em vida eterna na segunda ressurreição; enquanto que a outra parte, que é conhecida como a palha, é queimada no Lago de Fogo. Isto é exatamente o que disse João Batista e também Jesus. João disse que o trigo seria juntado no celeiro e a palha seria queimada (Lucas 3:17). Jesus disse: “Colhei primeiro o joio e depois recolham o trigo” (Mateus 13:30). O movimento ecumênico juntará as Igrejas joios, porque o joio tem que ser juntado primeiro, e mesmo que seu fim seja ser queimado, eles não são queimados quando são juntados, mas que são reservados para um tempo futuro, o qual é ao fim dos mil anos, ou seja: a segunda ressurreição. Mas uma vez que o joio tiver sido juntado, o Rapto pode acontecer, e na realidade acontecerá em qualquer momento, entre o tempo quando o joio é juntado e o anticristo é revelado. Então virá o dia quando TODOS estarão juntos, como é visto em Daniel 7:10: O Rei estará ali com Sua Esposa, e diante deles estarão as multidões que serão julgadas. Sim, todos estarão ali. Todos os livros são abertos. Uma disposição final de todos é feita. A colheita certamente terá terminado. Os livros para sempre serão fechados.

 

LIVRO DE CITAÇÕES – Pág. 138

Perguntas e respostas Núm. 3

Jeffersonville, Ind., 30-8-64

Rev. William M. Branham

1236 – “‘E então enviará seus anjos… e juntarão seus escolhidos dos quatro ventos, do extremo da Terra até os extremos do céu. Isso está falando da ressurreição, o arrebatamento, subindo. Ele enviará Seus anjos para juntar. Pensaram alguma vez o que são os anjos? Ah? Mensageiros. Ele os juntará, os congregará juntos (veem?), trazendo-os, juntando-os dos extremos da Terra até os extremos do Céu, a Palavra que foi, e foi feita manifesta na Terra. Veem? Captam-no? A Palavra foi falada; aqui está manifestada”.

 

LIVRO DAS ERAS

A Era de Laodiceia – Pág. 409

Rev. William M. Branham

155. O trigo e o joio, que desde a primeira era até agora cresceram juntos, são colhidos. O que Niceia se propôs fazer, por fim chegou a acontecer. Com todo o poder da organização, a igreja falsa se separa de qualquer raio de verdade, e com o poder político se fortalece, com o respaldo do Estado, e se propõe a erradicar para sempre o verdadeiro crente; mas quando já parece que seu plano teve êxito, o trigo é juntado no celeiro. Jamais crescerão juntos o trigo e o joio, e jamais receberá o joio as bênçãos de Deus por causa da presença do trigo, porque o trigo estará no celeiro, e a ira de Deus será derramada no Sexto Selo, terminando com a completa destruição dos malvados.

 

LIVRO DAS ERAS

Um resumo das eras – Pág. 429

Rev. William M. Branham

49. Agora, diz que Deus vai restituir. A Era Luterana não restaurou a igreja, mas que começou a reforma; a de Wesley também não restaurou, nem a Era Pentecostal; mas Deus tem que restaurar porque não pode negar Sua Palavra. Isto não é a ressurreição da igreja, é a “Restauração”. Deus levará a Igreja de novo ao Pentecostes, como no princípio. Agora note no versículo 25, onde nos diz por que necessitamos restauração. A larva, o gafanhoto, o pulgão e a lagarta comeram tudo, menos a raiz e um pouquinho do caule. Foi dito que todos estes insetos são o mesmo em distintas etapas. Isso é correto. São o espírito do anticristo manifestado na organização, a denominação e na falsa doutrina através das eras. E aquele caule e raiz vão ser restaurados. Deus não vai semear uma igreja nova, mas que vai trazer sua planta original de novo como semente original. O está fazendo como diz no versículo 23, por meio da chuva do ensinamento ou “temporã”. Em seguida virá a chuva da colheita ou fé para o rapto.

Impresso em Porto Rico